Aves com contorno.png
TPP logo transp.png
Postes.png

Técnicas de Necropsia

 em Aves Marinhas 

O projeto

Breve Histórico

 

No Brasil, no litoral Setentrional do estado do Rio Grande do Norte, existe uma península onde se localiza o município de Galinhos. 

O município, o qual possui vastas áreas de mangue e restinga, é visitado por aves migratórias que utilizam a região como ponto de parada de alimentação e descanso. 

A partir de 2010, através do Projeto de Monitoramento de Praia da Bacia Potiguar (PMP-BP), executado pelo Projeto Cetáceos da Costa Branca (PCCB-UERN), começou a se registrar uma alta frequência de aves feridas na faixa de praia.

 

As aves eram em sua maioria do grupo dos trinta-réis e as lesões no corpo sinalizavam indícios de colisão com algum obstáculo. Logo se verificou a presença de uma linha de energia cruzando a praia como a fonte dos acidentes.

 

Muitas dessas aves possuíam anilhas americanas, indicando que eram aves migratórias que faziam parte de populações que reproduziam nos EUA. Ao se reportarem os casos às instituições americanas que estudam os animais, iniciou-se um diálogo para entender melhor a situação e elaborar um plano de mitigação afim de reduzir ou eliminar os eventos de colisão.

20220318_063357.jpg
IMG_1030_edited.jpg
PIXNIO-36276-2913x2284.jpg

as aves

Trinta-réis-róseo

De cor predominantemente branca, e com a região superior da cabeça preta, os trinta-réis são aves carismáticas que encantam admiradores de todo o mundo.

Possuindo aspecto frágil, pesando no máximo 119 gramas e medindo até 79 cm de envergadura, surpreendem pela capacidade de migrar grandes distâncias todos os anos. Para bater asas do frio do inverno rigoroso, elas voam de países do Hemisfério Norte como Canadá e Estados Unidos, e migram para a América do Sul em busca de um clima mais ameno, fartura de alimentos e bons locais de descanso. 

E o que acontece quando a temporada de inverno no Hemisfério Norte chega ao fim?

Elas batem asas de volta para lá e iniciam a temporada de reprodução, que é quando esses animais se reúnem em colônias de nidificação e realizam esforços para perpetuar a espécie.

IMAGEM DO MARCADOR E DA EQUIPE MONITORANDO  

O projeto

Com os esforços das instituições Brasileiras e americanas, foi desenvolvido o Terns Protect Project (TPP). O trabalho consiste na instalação de marcadores na fiação que está envolvida nas colisões das aves e no monitoramento da área onde as aves são encontradas com frequência na faixa de areia.

Os marcadores são modelos utilizados nos EUA e foram fornecidos pela Power Line Centry. São produzidos em composto plástico de cor preta com duas fitas amarelas que refletem a luz do sol e no centro uma fita fluorescente que emite luz durante a noite. Essa configuração permite que a fiação se torne mais visível, aumentando o tempo de reação de desvio das aves, evitando a colisão.

O monitoramento foi realizado para avaliar a eficácia dos marcadores e resgatar as aves que não conseguem desviar dos fios. Foram realizados diariamente, duas vezes por dia, 7 dias por semana, durante Janeiro e Abril, monitoramentos na faixa de areia que compreende a extensão da linha de distribuição de energia.

Proximo tópico

 

QUEM PODE PARTICIPAR?

 

O concurso é aberto para todas as pessoas maiores de 14 anos, residentes em qualquer lugar do Brasil e que possua Instagram para ser marcado no post. Podem se inscrever profissionais e fotógrafos amadores.

 

INSCRIÇÃO

 

A inscrição é gratuita e o concurso é individual, sendo vetado trabalhos de dupla ou autoria coletiva. Cada participante pode enviar até três fotos, sendo uma por categoria. Cada participante deverá indicar no corpo do e-mail: Nome, Categoria da foto e a Localidade dentro do município de São Miguel do Gostoso (ex. Praia do Maceió).

 

FOTOS

 

As fotos poderão ser coloridas ou em preto e branco e deverão ser enviadas em formato digital. O participante poderá utilizar qualquer câmera fotográfica para realizar seus registros, incluindo câmeras de aparelhos móveis, como telefones celulares.

 

É expressamente proibida qualquer gravura, marca d’água ou afins. Ajustes de contraste, brilhos, saturação, nitidez e outros parâmetros são aceitos. Não serão aceitas fotos retrabalhadas, ou seja, que tenham elementos apagados, a composição original alterada, inserção de elementos, trocas de fundo e imagens fundidas.

 

Efetivada a inscrição, não poderão ser feitas correções ou alterações nas obras. O(s) arquivo(s) digital(is) da(s) fotografia(s) deverá(ão) ser enviado(s) em formato JPEG ou PNG, na melhor resolução possível.

APROVAÇÃO

 

As fotos serão aprovadas pela Comissão do Concurso de acordo com o atendimento dos critérios regulamentados.

 

A falta de informação ou veracidade quanto a qualquer informação constante da ficha de inscrição poderá implicar na automática exclusão do participante do concurso.

 

Até 10 fotografias por categoria serão levadas para votação, totalizando 40 fotos no concurso. Caso alguma(s) categoria(s) ultrapasse o número de 10 fotografias, a Comissão do Concurso definirá as 10 fotos aprovadas para votação.

 

Essa definição ocorrerá considerando até: 20 pontos para criatividade e originalidade, 20 pontos para qualidade artística, 30 pontos composição fotográfica e 30 pontos para relevância e qualidade em relação ao valor socioambiental expresso na fotografia. Em caso de empate, o primeiro critério de desempate é a pontuação obtida em Relevância e qualidade em relação ao valor socioambiental expresso na fotografia”, seguido de “Composição fotográfica”, “Qualidade artística” e “Criatividade e originalidade”.

CERTAME

 

As fotos aprovadas pela Comissão do Concurso, considerando todos os critérios prescritos, serão postadas no feed do Instagram do CEMAM no dia 11 DE OUTUBRO DE 2021, às 18h, e o prazo de votação se encerra no dia 18 de OUTUBRO de 2021, às 17h30, horário de Brasília.

A votação ocorrerá por meio de curtidas. As fotos mais curtidas de suas respectivas categorias ao final do prazo de votação serão consideradas as vencedoras. Em caso de empate, as fotos empatadas serão consideradas as vencedoras.

COMO E QUANDO ENVIAR

 

Você pode enviar a(s) foto(s) para o e-mail GOSTOSODEVER@CEMAM.ORG a partir do dias 30 de SETEMBRO até às 23:59 do 8 de OUTUBRO de 2021. Serão aceitos apenas os trabalhos entregues dentro do prazo e das normas de apresentação descritos.

PREMIAÇÃO

 

Os prêmios serão únicos para cada vencedor. Os vencedores das categorias Paisagem e Biodiversidade receberão, individualmente: 1 par de sandálias albatroz-de-sobrancelha e 1 toalha baleia-jubarte. Os vencedores das categorias Ações para Conservação e Cultura receberão, individualmente: 1 par de sandálias albatroz-de-sobrancelha, 1 camisa com estampa da fauna marinha e 1 chaveiro artesanal em crochê. Em caso de empates, os vencedores empatados receberão individualmente os prêmios citados.

CONSIDERAÇÕES FINAIS

 

A Comissão do Concurso é composta pelos membros do Núcleo de Divulgação, Educação e Criação do CEMAM e PCCB-UERN atuantes nas ações de educação ambiental e produção de mídias desenvolvidas para o “Projeto Gostoso”.

 

O participante do I Concurso Fotográfico “Gostoso de Ver” a partir da inscrição no concurso autoriza o uso de suas fotos na Internet, vídeos, folders, apresentações, cartazes, jornais, entre outros meios de comunicação, inclusive como forma de divulgação do evento e nas atividades e serviços realizados pelo CEMAM e PCCB-UERN, sem qualquer ônus para as instituições.

 

A Comissão não recomenda a inscrição de fotografias que exponham o rosto de outras pessoas, que não seja do próprio participante, sem que seja preenchida autorização de uso de imagem e entregue no ato de inscrição.

 

O CEMAM não se responsabiliza pelo uso de imagem das pessoas fotografadas, cabendo exclusivamente ao autor da fotografia obter as autorizações necessárias, bem como responder pelas implicações legais em caso de questionamentos judiciais ou extrajudiciais.

 

Todo participante deste concurso declara, com o ato de sua inscrição, conhecer e concordar plenamente com este Regulamento.

 

Os casos omissos a este regulamento serão resolvidos pela Comissão do Concurso.